Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O mau tempo (garantido) para o fim de semana de Páscoa em Portugal não deve ser responsabilidade da tempestade Irene, explicou o meteorologista Ricardo Tavares ao Observador. É verdade que o sol que tem abrilhantado este início de semana vai dar lugar a chuva, vento, granizo e trovoada em todo o território nacional, mas o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) está convencido que a depressão que vai estacionar por cima da Península Ibérica não vai ser forte o suficiente para obrigar os institutos meteorológicos portugueses, espanhóis e franceses a darem-lhe um nome.

Uma depressão meteorológica acontece quando há uma região de baixa pressão atmosférica onde, no hemisfério norte, o vento circula no sentido contrário ao do ponteiro dos relógios. As regiões de baixa pressão atmosférica estão normalmente associadas ao mau tempo e é isso mesmo que vamos ver acontecer já a partir da próxima sexta-feira: vai haver chuva, granizo, trovoada, neve acima dos 600 a 800 metros de altitude e rajadas de vento que podem chegar aos entre 70 km/h e os 90 km/h.

Mas o tempo de inverno que vai chegar no feriado santo não significa que esta seja a tempestade Irene: “Normalmente, os institutos meteorológicos batizam uma tempestade quando emitem um alerta laranja de vento. Tendo em conta os dados que temos neste momento, não me parece que esse vá ser o caso com esta depressão”, explica o meteorologista do IPMA ao Observador.

Os comunicados emitidos pelo IPMA dão conta de temperaturas mínimas sempre abaixo dos 10ºC em Portugal Continental — nas terras altas do interior Norte e Centro podem mesmo descer aos -3ºC –, mas com temperaturas máximas que vão variar entre os 15ºC e os 18 ºC na generalidade do território, variando entre 5 e 10 ºC no interior norte e centro. Na maior parte do arquipélago da Madeira, a temperatura mínima vai variar entre os 11ºC e 15ºC e a máxima entre 17ºC e 22ºC, mas nas terras altas a temperatura mínima vai oscilar entre 0ºC e 8ºC e a máxima entre 6ºC e 13ºC.

No próximo sábado, o tempo vai acalmar: vai haver menos vento, a chuva só cairá durante a manhã e em menor quantidade e o sul de Portugal até se vai livrar da precipitação. Domingo a nebulosidade pode voltar e uma superfície frontal, uma massa de ar mais fria vai provocar mais chuva e mais vento no território nacional. Apesar de o mercúrio subir menos nos termómetros, da chuva regressar ao país e do vento soprar mais forte, nada disto é sinal prévio de que a tempestade Irene vem aí: em princípio, é só mesmo uma Páscoa com mau tempo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR