António Costa

Costa pede “mobilização de todos” para mais atividade física e menos encargos para o SNS

2.004

O chefe do Governo assinalou que o SNS "requer investimento", mas "requer, acima de tudo, mais hábitos de vida saudáveis", para que as pessoas precisem "menos de utilizar o Serviço Nacional de Saúde".

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O primeiro-ministro apelou esta segunda-feira à “mobilização de todos” para aumentar a atividade física em prol de “mais qualidade de vida” e “menos encargos para o funcionamento do Serviço Nacional de Saúde” (SNS).

António Costa falava na Cidade do Futebol, na Cruz Quebrada, Oeiras, na sessão de lançamento do plano da Organização Mundial de Saúde (OMS) para a promoção da atividade física no período 2018-2030.

O chefe do Governo assinalou que o SNS “requer investimento”, mas “requer, acima de tudo, mais hábitos de vida saudáveis”, para que as pessoas precisem “menos de utilizar o Serviço Nacional de Saúde”.

A atividade física é absolutamente essencial para a qualidade da saúde”, acentuou, sublinhando que as pessoas “vivem mais anos”, mas com “menos saúde”. O primeiro-ministro apontou como “desafio aliciante e simples” o fazer de cada rua um modelo de “vida ativa saudável”, com os residentes a poderem usar mais ciclovias ou transportes públicos.

Para António Costa, é necessário “reinventar a forma de vida”, e “aumentar a atividade física” implica a “mobilização de todos” para se ter “mais qualidade de vida” e, com isso, gerar “menos encargos para o funcionamento do Serviço Nacional de Saúde”. “Todos estamos convocados para sermos mais ativos”, vincou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
António Costa

O desrespeito como forma de governar /premium

André Abrantes Amaral

Costa desvaloriza os factos, desconsidera e desrespeita as pessoas porque dessa forma se desresponsabiliza. Tal é possível porque o PS estagnou, não só a economia, mas também a essência da democracia.

António Costa

O desnorte do 1.º ministro /premium

Manuel Villaverde Cabral
171

Tão inquietante ou mais ainda, o líder do PS e os seus parceiros parecem continuar convencidos que o alegado problema do euro é a Alemanha não querer partilhar os seus ganhos com os outros países

Política

Os imutáveis /premium

Maria João Avillez

Nunca ocorre à esquerda avaliar o adversário pelo mérito, a responsabilidade, a iniciativa, o currículo, mas sempre só pelo insulto político ou o acinte pessoal. Caramba.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)