Escolas

Finanças dão luz verde à Parque Escolar para avançar com obras no Liceu Camões

119

Portaria que autoriza as obras de reabilitação do Liceu Camões foi publicada. Projeto de 12 milhões de euros será executado em 2019 e 2020, depois de vários atrasos.

Álvaro Isidoro / Global Imagens

O Governo deu finalmente luz verde à Parque Escolar para assumir os encargos com as obras de reabilitação da Escola Secundária Camões, em Lisboa. A empreitada vai custar um total de 12 milhões de euros, divididos por 2019 — 6,667 milhões de euros — e por 2020 — 5,379 milhões de euros.

A portaria que autoriza os gastos plurianuais é assinada pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e pelo secretário de Estado do Orçamento, João Leão, e foi publicada esta segunda-feira. O processo avança depois de vários protestos organizados contra o atraso neste investimento. O início das obras no histórico liceu de Lisboa, que se situa na Praça José Fontana, chegou a ser anunciado para 2011, mas tem sido sucessivamente adiado.

Já com este Governo em funções, o Ministério da Educação anunciou que o projeto de intervenção para as obras de requalificação do Liceu Camões, em Lisboa, avançaria em 2016, tendo já financiamento assegurado.

“A reabilitação da Escola Secundária de Camões foi já identificada como prioritária pelo Ministério da Educação do XXI Governo Constitucional. Deste modo, em 2016, irá dar-se início ao projeto de intervenção, procedendo-se à fase de estudos e projetos de arquitetura. Esclarecemos que as verbas para os estudos e projetos de arquitetura têm fonte de financiamento assegurada, estando neste momento a ser desenhado o plano de ação para esta intervenção”, adiantou a tutela, numa nota enviada à agência Lusa.

Segundo a portaria agora publicada, os encargos financeiros resultantes da execução do contrato são satisfeitos por verbas adequadas do orçamento da Parque Escolar, estando assegurada a sua cobertura orçamental.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
Governo

Nunca haverá impostos que cheguem /premium

Helena Garrido
327

Manuais escolares e descentralização, ou como o Estado vai aumentando a despesa pública. São medidas que trazem custos certos e benefícios incertos ou nulos. Com a descentralização podemos até piorar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)