Pelo menos 30 supostos membros do grupo jihadista do Estado Islâmico (EI) foram presos no sábado à noite, em Istambul, numa operação executada por agentes antiterroristas, noticiou hoje o jornal turco Hürriyet.

De acordo com o diário, as prisões ocorreram em 12 casas diferentes em sete distritos da cidade euro-asiática, nas quais foram confiscados documentos e material informático relacionados com o Daesh (acrónimo árabe para o grupo radical Estado Islâmico).

Os 30 detidos são estrangeiros, embora a nacionalidade dos mesmos não tenha sido especificada e, segundo o jornal, planeavam viajar para a Síria para participar na guerra civil.

A Turquia é um país de trânsito comum para os apoiantes do EI provenientes da Europa Ocidental e da Ásia Central e do Sul.