A Ferrari prepara-se para lançar uma nova obra, com o selo de qualidade da prestigiada editora Taschen. Mas desta vez decidiu-se por uma leitura mais em conta do que aquela que propôs com o The Official Ferrari Opus, um livro que já se encontra esgotado, apesar de cada exemplar custar cerca de 238 mil euros, caso o/a fã do Cavallino Rampante optasse pela edição mais cara, com a capa adornada por 30 diamantes no logótipo do fabricante. Eram 852 páginas, sensivelmente ao preço daquilo que hoje é preciso desembolsar para ter um Ferrari Portofino, o modelo de entrada na gama do construtor de Maranello. Na altura, a marca fez questão de disponibilizar uma versão mais barata da obra, ainda assim a custar cerca de 32 mil euros.

Em Outubro vai sair uma nova publicação, com menos páginas e mais acessível. Se bem que, apesar de tudo, tê-la em casa custará o equivalente a comprar um Volkswagen Golf novinho, com o nível de equipamento Confortline e o motor 1.0 TSI de 110 cv. Para sermos exactos, o compacto alemão é ligeiramente mais caro que o livro da Ferrari, pois este exige em troca 25.000€, enquanto o Golf pede mais 443€.

Por outro lado, tal como aconteceria com um Golf (ou qualquer outro carro de preço equivalente), não será fácil estacionar esta obra na sala. Pelo menos, numa estante está fora de questão, salvo se feita à medida. E porquê? Aí encontra-se a justificação para o valor do livro, que muitos considerarão exorbitante. Sucede que a obra vem com um pedestal cromado evocativo dos motores V12 da Ferrari, num design com a assinatura de Marc Newson.

A isso há que somar a exclusividade, pois este kit pedestal/livro será limitado a 250 unidades. Além de limitada, esta edição especial é ainda enriquecida pelas assinaturas do chairman da Ferrari, John Elkann, de Piero Ferrari, filho de Enzo Ferrari; e do recém-falecido Sergio Marchionne.

Se não quiser o pedestal e se contentar só com o livro e o respectivo estojo, saiba que (também) será possível. Nesse caso, só terá de pagar 5.000€. Leva para casa as mesmas 514 páginas, com fotos inéditas e documentos que contam a história e o legado da Ferrari. Esta edição mais baratinha cresce em número de exemplares (1.697) e encolhe em número de assinaturas (só Piero Ferrari inscreve o seu nome), mas o conteúdo será exactamente o mesmo.

Se além da Ferrari, é fã da Bentley também não terá de esperar muito mais para poder adquirir o livro que o construtor de Crewe está a preparar. Prevê-se que saia em 2019, pese 27 kg e valha (ou custe) o seu peso em ouro.