O Governo e o partido Animais-Pessoas-Natureza (PAN) chegaram a acordo sobre quatro propostas que vão entrar já na proposta de Orçamento do Estado para 2019 que será entregue no Parlamento na segunda-feira, entre elas o aumento do custo dos sacos de plástico, como por exemplo os de supermercado, de 8 para 12 cêntimos a partir do próximo ano. Este é o preço sem IVA. Contabilizando o IVA, o custo para os consumidores agrava-se para 15 cêntimos.

O preço de cada saco de plástico leve vai aumentar em 50%, de acordo com o PAN, que diz que chegou a acordo com o Governo para que estas propostas sejam incluída da proposta de Orçamento. Esta é, assim, a primeira vez que o partido consegue que uma proposta sua integre a proposta inicial. Nos anos anteriores, o partido já tinha conseguido ver aprovadas algumas das suas propostas, mas na fase da discussão na especialidade.

Esta não é a única proposta em que o PAN terá conseguido o acordo do Governo. O partido diz que conseguiu ainda um acordo para que os projetos de formação de cães de assistência que ajudam pessoas com dificuldades motoras, diabetes, epilepsia, cegos e crianças com autismo — que custa entre 10 e 20 mil euros — passem a ter prioridade no âmbito dos acordos de cooperação da Segurança Social com entidades terceiras.

O partido conseguiu ainda que o Governo retire os apoios e termine a atividade recreativa de tiro ao voo — que utiliza pombos como alvos — e o fim de isenção no IVA de que beneficiam os artistas tauromárquicos, uma medida que o partido já tinha anunciado como fechada com o Governo.