A mais recente sondagem da Datafolha volta a confirmar a trajetória de ascendência de Jair Bolsonaro, candidato do Partido Social Liberal à presidência do Brasil, e coloca Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores, a uma distância praticamente impossível de recuperar.

Segundo a sondagem publicada esta quinta-feira à noite, Bolsonaro terá 59% dos votos e Haddad ficará nos 41%. Em relação à sondagem anterior da Datafolha, publicada no dia 10 de outubro, Bolsonaro sobe 1 ponto percentual e Haddad desce na mesma proporção. A perspetiva que esta sondagem deixa é também a de que a intenção de voto dificilmente sofrerá alterações até às eleições, agendadas para o dia 28 deste mês. Isto porque 95% dos eleitores de Bolsonaro dizem que estão completamente decididos. Do lado de Haddad, 89% dos seus eleitores dizem que também não vão mudar de ideias.

No que toca à taxa de rejeição, Haddad volta a ser o candidato com o resultado menos animador. Segundo a Datafolha, 54% dos eleitores dizem que não votariam no candidato do PT de maneira alguma. Outros 41% dizem o mesmo de Bolsonaro. A sondagem em questão contou com a participação de 9.137 eleitores e foi realizada esta quarta e quinta-feira.