A federação inglesa de futebol (FA) anunciou esta quarta-feira que vai recorrer contra a decisão de não sancionar o técnico José Mourinho, após as palavras do treinador português no final do jogo contra o Newcastle.

A 6 de outubro, depois da vitória por 3-2, uma câmara gravou o técnico português a dizer algumas palavras, que a FA considerou como “abusivas”, quando estava a abandonar o terreno de jogo.

Na semana passada, uma comissão independente considerou que Mourinho era inocente, algo que o técnico frisou por diversas vezes após o incidente.

A FA usou uma pessoa especialista para apoiar a acusação contra Mourinho, no entanto, a comissão independente indeferiu o pedido.