O primeiro veículo eléctrico a fabricar pela Volkswagen, com base na nova plataforma MEB, específica para modelos alimentados por bateria, foi apanhado em testes na África do Sul. Membro da família I.D. e conhecido como Neo, este modelo eléctrico promete revolucionar a oferta de veículos movidos a electricidade no seu segmento.

O Neo tem como base o protótipo I.D. apresentado e fotografado em Lisboa, ou seja, um veículo com as dimensões exteriores de um Golf, mas o espaço interior de um Passat, especialmente em comprimento. Tudo porque a ausência de uma mecânica convencional montada à frente (o motor é eléctrico e está colocado na traseira, junto ao eixo motriz), deixa espaço para avançar muito mais o habitáculo.

A Volkswagen já anunciou que o I.D. Neo será comercializado a partir do início de 2020 – inicialmente estava previsto finais de 2019 – por um valor similar ao Golf diesel, ou seja, 23.000€. Isto na Alemanha, onde o IVA é inferior aos nossos 23%. Para Portugal, o preço que está acordado será inferior a 30.000€, provavelmente na casa dos 29.000€ ou inferior.

O I.D. Neo será proposto em três versões, variando em capacidade da bateria e potência do motor, com autonomias de 330 km (e bateria de 48 kWh), 450 km (cerca de 65 kWh) e 550 km (cerca de 80 kWh), já segundo o mais apertado sistema WLTP. O construtor alemão espera produzir 100.000 unidades do Neo no primeiro ano de fabricação.