Eram 10h26 em Pequim (3h26 em Lisboa), quando a sonda Chang’e 4 — nome da deusa chinesa da Lua — pousou com sucesso na Lua e tornou a China no primeiro país a alunar uma sonda no lado mais afastado do satélite natural da Terra. Foi diretamente do Centro Espacial de Xichang que a sonda foi enviada, tendo sido antes lançado, em maio, o satélite de retransmissão para assegurar a comunicação entre os controladores e a Chang’e-4.

O objetivo desta sonda é testar o crescimento de plantas e captar sinais de radiofrequência, normalmente bloqueados pela atmosfera terrestre e, ao mesmo tempo, demonstra a ambição da China no que toca ao mundo espacial, símbolo do progresso do país. Ainda esta quinta-feira, a sonda enviou as primeiras imagens, que já foram partilhadas pela Administração Espacial Nacional da China.

Veja as fotografias da sonda Chang’e 4 acima.