Tony Castro, neto do ditador cubano Fidel Castro, tem partilhado várias fotografias na sua conta de Instagram que revelam um estilo de vida ostensivo quando comparado com a qualidade de vida em Cuba, onde a média salarial oficial ronda os 30 dólares por mês e o pão é racionado. Neste contexto, férias no estrangeiro são um “luxo”, tal como o Miami Herald faz notar, e é precisamente por isso que Tony Castro tem sido criticado nas redes sociais. As fotos estão a correr os media internacionais, do britânico MailOnline ao espanhol ABC e ao italiano Corriere Della Sera.

Na respetiva conta de Instagram — que está aberta e conta com mais de 9 mil seguidores — estão fotografias de férias passadas na Riviera Maya, no México, em Barcelona, com um retrato tirado junto à Sagrada Família, e também em Madrid. Outras fotos mostram-no ao volante de um BMW e a bordo do que parece ser um iate privado — estas duas imagem, em particular, já não estão disponibilizadas na conta de Instagram acima citada, mas podem ser vistas aqui.

https://www.instagram.com/p/BeoAgrtlyiS/

https://www.instagram.com/p/BcXv2MAFAN-/

Na casa dos 20 anos, Tony Castro, filho de Antonio Castro Soto del Valle, cirurgião ortopédico, é conhecido por trabalhar como modelo e, ressalva o Miami Herald, não se sabe se à data das viagens assinaladas — mais luxuosas — não terão sido tiradas em trabalho.

https://www.instagram.com/p/BTLIEDLg_e7/

https://www.instagram.com/p/BddRSTEFsmI/

As imagens foram originalmente publicadas há alguns meses, com a controvérsia a estalar nas redes sociais depois de serem divulgadas em vários media do Sul da Flórida. Uma das críticas citadas pelo Miami Herald é de José González que no Twitter escreve: “tal como o filho de Che [Guevara], cuja empresa aluga motas de luxo a turistas. Quem paga por isto?”.