Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Tony Castro, neto do ditador cubano Fidel Castro, tem partilhado várias fotografias na sua conta de Instagram que revelam um estilo de vida ostensivo quando comparado com a qualidade de vida em Cuba, onde a média salarial oficial ronda os 30 dólares por mês e o pão é racionado. Neste contexto, férias no estrangeiro são um “luxo”, tal como o Miami Herald faz notar, e é precisamente por isso que Tony Castro tem sido criticado nas redes sociais. As fotos estão a correr os media internacionais, do britânico MailOnline ao espanhol ABC e ao italiano Corriere Della Sera.

Na respetiva conta de Instagram — que está aberta e conta com mais de 9 mil seguidores — estão fotografias de férias passadas na Riviera Maya, no México, em Barcelona, com um retrato tirado junto à Sagrada Família, e também em Madrid. Outras fotos mostram-no ao volante de um BMW e a bordo do que parece ser um iate privado — estas duas imagem, em particular, já não estão disponibilizadas na conta de Instagram acima citada, mas podem ser vistas aqui.

https://www.instagram.com/p/BeoAgrtlyiS/

https://www.instagram.com/p/BcXv2MAFAN-/

Na casa dos 20 anos, Tony Castro, filho de Antonio Castro Soto del Valle, cirurgião ortopédico, é conhecido por trabalhar como modelo e, ressalva o Miami Herald, não se sabe se à data das viagens assinaladas — mais luxuosas — não terão sido tiradas em trabalho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

https://www.instagram.com/p/BTLIEDLg_e7/

https://www.instagram.com/p/BddRSTEFsmI/

As imagens foram originalmente publicadas há alguns meses, com a controvérsia a estalar nas redes sociais depois de serem divulgadas em vários media do Sul da Flórida. Uma das críticas citadas pelo Miami Herald é de José González que no Twitter escreve: “tal como o filho de Che [Guevara], cuja empresa aluga motas de luxo a turistas. Quem paga por isto?”.