O internacional português Pepe regressa ao Futebol Clube do Porto, clube que já representou há 11 anos antes de rumar ao Real Madrid. “O defesa-central assinou um contrato válido por duas épocas e meia, até 30 de junho de 2021”, anuncia o clube através do seu site. Na conta oficial do Twitter, o FC Porto já deu as “boas-vindas” ao jogador:

A notícia do regresso de Pepe tinha sido avançada nas edições do Jornal de Notícias e do jornal O Jogo, que adiantavam que o jogador — que pertencia ao Besiktas — ia assinar contrato com o FC Porto, por uma época e meia, mas o contrato será mais longo do que foi inicialmente apontado. A contratação, até ao momento, ainda não foi publicada pela CMVM — entidade à qual tem de ser obrigatoriamente comunicada pelo clube.

O JN adiantou também que havia uma hipótese de o defesa-central ainda poder aparecer no centro de estágio do Olival, em Gaia, onde a equipa faz a primeira sessão de treino para preparar o Porto-Sporting do próximo sábado, em Alvalade. Pepe poderá mesmo estar disponível para ser utilizado já no clássico.

Mais de uma década depois, Pepe pode estar de regresso ao FC Porto aos 35 anos

A possibilidade do internacional português nascido no Brasil voltar ao clube onde esteve até 2007 começou a ser falada pela primeira vez na semana passada, em notícias publicadas nos vários jornais desportivos. O jogador estava sem clube, depois da rescisão com o Besiktas. O Jogo adianta que voltar ao FC Porto era a vontade do jogador desde que saiu do clube turco.

Existiam mais clubes interessados em Pepe, caso do Mónaco e do Wolverhampton, de acordo com mesmo jornal, e com propostas financeiras mais atrativas. No entanto, o jogador preferiu o regresso a Portugal onde vive a sua família.

No Porto, que representou entre 2004 e 2007, Pepe venceu dois campeonatos (o de 2005/06 e o de 2006/2007), duas supertaças e uma Taça de Portugal. Em 2007 naturalizou-se português e nesse mesmo ano fez a sua estreia na seleção nacional — já conta com 103 internacionalizações — tendo feito parte da formação que foi campeã europeia em Paris, em 2016.

No Real Madrid, para onde se transferiu por 30 milhões de euros, o jogador conquistou três Ligas dos Campeões, três ligas espanholas e dois mundiais de clubes.

Pinto da Costa “sensibilizado” com regresso de Pepe

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, manifestou-se esta terça-feira “sensibilizado” com o desejo de regresso revelado pelo futebolista Pepe, considerando que vai ser “muito útil” à equipa orientada por Sérgio Conceição.

“Naturalmente que, para além de todo o seu valor e a vontade do nosso treinador que ele ingressasse no FC Porto, sensibilizou-me imenso o entusiasmo do Pepe regressar e o que abdicou. Assisti à pressão sobre ele de dois grandes clubes europeus, onde ia ter contrato cinco ou seis vezes maior, e a sua determinação foi sempre de que queria jogar no FC Porto”, regozijou-se.

Em declarações ao Porto Canal, o dirigente assumiu-se “feliz” pelo desenlace, classificando Pepe como uma “mais-valia para o plantel”.

“É um jogador indiscutivelmente titular da seleção nacional, equipa campeã da Europa de que fez parte. (…) Tenho a certeza de que vai ser muito útil”, sublinhou.

“Pepe disse ao seu empresário que este era o seu clube e que era aqui aonde queria voltar. Felizmente está em situação que não o obriga a ser escravo do dinheiro. Vê-se nas palavras e atitudes que está inteiramente feliz”, congratulou-se.

Pinto da Costa realçou o seu agrado ao perceber a vontade do atleta: “Estamos felizes por ao fim de tantos anos fora, com carreira internacional e campeão da Europa várias vezes, e pela seleção, com uma carreia extraordinária, sentir o carinho que tem pelo clube onde saiu há 11 anos é coisa que me sensibiliza muito”.

“Vai ser exemplo para os nossos jovens centrais, certamente com futurou risinho e fantástico. Por tudo isso, foi uma boa jogada para todos o regresso de Pepe ao seu clube do coração”, concluiu

Artigo atualizado com a oficialização pelo FC Porto