Foi detido, no passado dia 9 de janeiro, um suspeito de estar envolvido no assalto ao Paiol de Tancos, ocorrido entre a noite do dia 27 de junho de 2017 e a madrugada do dia seguinte, anunciou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral da República (PGR).

De acordo com o jornal i, trata-se de Fernando Baião, um dos últimos elementos do grupo responsável pelo crime. A detenção, na sequência de uma investigação levada a cabo pela PJ, terá acontecido pelas 21h em Ansião, no distrito de Leiria, localidade onde João Paulino, o alegado cabecilha, geria um bar. Baião, que se encontrava a trabalhar na Suíça, terá sido apanhado pela PJ quando regressou a Portugal para passar as férias de Natal.

O suspeito foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa para aplicação das medidas de coação, tendo sido decretada a prisão preventiva. Em causa estão, de acordo com a PGR, “factos suscetíveis de integrarem crimes de associação criminosa, furto, detenção e tráfico de armas, terrorismo internacional e tráfico de estupefacientes”.