Um sismo com a magnitude de 7,1 da escala de Ritcher atingiu o Perú. Está a 270 km de profundidade, segundo a agência Reuters. O epicentro foi a 11 quilómetros da cidade de Azangaro. Até agora, não se registaram danos pessoais ou materiais. O Centro de Avisos de Tsumani no Pacífico disse que não esperava um tsunami a seguir ao terramoto. O sismo, que ocorreu numa zona perto da fronteira com a Bolívia, afetou as regiões de Cusco, Tacna, Arequipa, Moquegua, Arica e Tarapacá.

Depois da ocorrência, os utilizadores de redes sociais começaram a publicar vídeos do momento em que a terra tremeu. O vídeo abixo mostra o momento em que se acionaram as sineres de emergência em Arica.

Segundo o jornal peruano Diario Correo, o Institudo Nacional de Defesa Civil (Indeci) afirma que se estão a monotorizar as zonas afetadas. O Instituto Geofísico do Perú fez um tweet a anunciar o sismo, onde fornecia as principais informações sobre o mesmo.

O Incedi também fez um comunicado no Twitter a dar algumas recomendações à população afetada: preparar uma mochila de emergência, ir para uma zona segura e utilizar mensagens de texto em vez de chamadas. A mochila deve conter água, comida enlatada, cobertores, lanterna, rádio com pilhas, kit de primos socorros e apito.