Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Paulo de Morais vai mesmo ser candidato ao Parlamento Europeu nas eleições de 26 de maio, mas será candidato apenas pelo Nós, Cidadãos! O Partido da Terra não vai integrar a coligação, mas o eurodeputado José Inácio Faria apoia a candidatura e deve integrar a lista.

Paulo de Morais será cabeça-de-lista pelo MPT e Nós, Cidadãos, mas Tribunal Constitucional travou a coligação

A candidatura apenas pelo Nós, Cidadãos! foi confirmada ao Observador pelo cabeça-de-lista, Paulo de Morais, que adianta, em comunicado difundido pelo partido, que a candidatura pretende “voltar a colocar o cidadão no centro da agenda política nacional e europeia”.

O Partido da Terra atravessa problemas jurídicos com o eurodeputado José Inácio Faria e Luís Vicente a reclamarem a liderança do partido. O Tribunal Constitucional entende que a situação não é clara e rejeitou a coligação entre o MPT e o Nós, Cidadãos!

Europeias: são novos, são pequenos e prometem ser melhores. Mas será que estão a conseguir?

José Inácio Faria critica a postura do Palácio Ratton que “bloqueou a participação do Partido da Terra nestas eleições europeias”. “O Tribunal Constitucional deu um tiro no próprio pé”, acrescentou o ainda eurodeputado, que considera a rejeição da coligação “lamentável”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ainda assim, José Inácio Faria pode vir a integrar a lista liderada por Paulo Morais, garantindo, desde já, o apoio ao cabeça-de-lista do Nós, Cidadãos! O Observador sabe que toda a estrutura da candidatura se mantém igual, caindo apenas o apoio do MPT. Ou seja, a lista deverá manter-se inalterável apesar da alteração da coligação para uma candidatura única.

Paulo de Morais foi candidato presidencial em 2016, tendo ficado em 7º lugar com 100 mil votos. O Nós, Cidadãos! vai avançar pela primeira vez a umas europeias.