Rádio Observador

Startups

Benfica faz parceria com Utrust. É o primeiro grande clube europeu a aceitar criptomoedas

1.287

A parceria entre o clube da Luz e a startup portuguesa Utrust vai permitir aos adeptos comprar bilhetes e artigos de "merchandising" na loja online com recurso a criptomoedas.

Além dos bilhetes, os adeptos vão poder usar as moedas digitais para fazer compras na loja online do clube

O Sport Lisboa e Benfica torna-se esta quarta-feira no primeiro grande clube europeu de futebol a aceitar criptomoedas (moedas digitais como as bitcoin) como método de pagamento para quem compra bilhetes ou artigos de merchandising na loja online do clube. A novidade surge depois de o clube da Luz ter feito uma parceria com a startup portuguesa Utrust, que desenvolveu uma espécie de sistema PayPal para as criptomoedas.

“É um dia excitante para a história do S.L. Benfica, este em que anunciamos a decisão de aceitar pagamentos com criptomoedas. Os nossos benfiquistas fizeram do Benfica o clube especial e único que é e reconhecemos que muitos dos nossos adeptos são hoje utilizadores digitais. Quisemos, por isso, estar na vanguarda no que diz respeito à adoção de novas tecnologias e dar aos nossos adeptos a melhor experiência online. Estamos muito entusiasmados com as oportunidades que esta parceria com a Utrust apresenta para a evolução da nossa estratégia de comércio online e estamos ansiosos por aceitar os nossos primeiros pagamentos com criptomoedas”, afirmou o CEO do Benfica, Domingos Soares de Oliveira, em comunicado.

O Benfica tem mais de 14 milhões de fãs no mundo e cerca de 7 milhões nas várias plataformas de redes sociais. A parceria com a portuguesa Utrust serve também para ampliar a rede global a que chega, trazendo para mais perto do clube os fãs que optam pelo investimento em criptomoedas.

Liderada por Nuno Correia, a Utrust conta com 21 milhões de dólares (18,7 milhões de euros) em investimento e emprega cerca de 50 pessoas nos escritórios de Londres, Suíça, Braga e de Lisboa, e também está incubada na aceleradora norte-americana 500 Startups.

Esta parceria com aquele que é o clube de futebol português número 1 marca o alcance de um grande objetivo da Utrust e do ecossistema de ‘blockchain’ num todo. O Benfica é um dos maiores clubes do mundo e estamos encantados por tornar o sistema de pagamento com criptomoedas possível para os 14 milhões de fãs no mundo”, afirmou o CEO Nuno Correia, em comunicado.

A missão da Utrust é tornar os pagamentos com criptomoedas mais fáceis, seguros e baratos. Como? Permitindo que os consumidores possam comprar produtos online com moedas digitais, convertendo esse pagamento para o vendedor em dinheiro — euros, dólares ou outras moedas. Desta forma, o vendedor fica protegido da volatilidade do mercado e o comprador também, caso alguma coisa corra mal.

A 14 de maio, a startup portuguesa Utrust anunciou que fez uma parceria com a plataforma multinacional de dinheiro digital Uphold, o que lhe vai permitir ter a sua solução de pagamentos presente em 184 países e em 23 moedas.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: apimentel@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)