O líder e presidente do partido espanhol de centro-direita Ciudadanos, Albert Rivera, foi hospitalizado esta quarta-feira devido a uma gastrite aguda, noticia o jornal ABC. O político deu entrada no hospital HM Puerta Del Sur, situado na localidade de Móstoles, na comunidade autónoma de Madrid.

Albert Rivera foi hospitalizado devido a uma “gastroentrite aguda”, provavelmente devido a uma intoxicação provocada pela bactéria Salmonella. A possível causa foi avançada pela agência de notícias Europa Press, tendo sido depois confirmada pelo ABC junto de fontes não identificadas do partido de Rivera.

A estimativa para o tempo de internamento do político não foi ainda adiantada, dado que dependerá “da evolução clínica” de Rivera, que é ainda incerta. O político tinha aparecido publicamente pela última vez na véspera, esta terça-feira, durante uma conferência de imprensa que Rivera aproveitou para voltar a denunciar os incidentes de discurso de ódio registados durante a manifestação de orgulho LGBT, em Madrid.

O partido que Rivera atualmente preside, o Ciudadanos, tem-se mantido irredutível na recusa de apoio aos socialista do PSOE, liderado pelo primeiro-ministro Pedro Sánchez, para governar — obrigando assim Sánchez a virar-se para a sua esquerda, nomeadamente para o Podemos.