A semana que agora começa será apenas mais uma no mercado português. E espanhol. E italiano. Mas será “a” semana no mercado inglês, que fecha antes do arranque da Premier League, marcado para a próxima sexta-feira com a receção do Liverpool ao Norwich. Por isso, e como era expectável, os grandes negócios começarão a cair quase como peças de dominó e o primeiro já é oficial: Harry Maguire assinou pelo Manchester United e tornou-se o defesa mais caro da história.

O central de 26 anos que se destacou sobretudo nos últimos dois anos ao serviço do Leicester (e da seleção inglesa, tendo não só estado no quarto lugar do Mundial de 2018 como na terceira posição na Liga das Nações) foi adquirido pelos red devils por 88 milhões de euros, ficando como uma das maiores transferências deste verão e, em paralelo, o defesa mais caro de sempre, superando os 85 milhões investidos pelo Liverpool no holandês Virgil Van Dijk.

“Quando o Manchester United bateu à minha porta, percebi que era uma oportunidade incrível. Na minha conversa com o treinador fiquei fascinado com a visão e os planos que tem para a equipa. É para mim claro que o Ole [Solskjaer] está a construir uma equipa para ganhar troféus. Estou ansioso para conhecer os meus novos companheiros de equipa e começar a época”, referiu Maguire após a assinatura, em declarações reproduzidas pela BBC.

“O Harry [Maguire] é um dos melhores defesas centrais do jogo na atualidade. É muito bom a ler o jogo e tem uma forte presença em campo, com a capacidade de se manter calmo debaixo de pressão. Vai encaixar muito bem no grupo dentro e fora de campo”, destacou o técnico do Manchester United, Ole Gunnar Solskjaer.

Harry Maguire estreou-se como sénior no Sheffield United, onde fez toda a formação, antes de ser vendido ao Hull City, que o emprestou em 2015 ao Wigan. Em 2017, o Leicester investiu cerca de 15 milhões de euros no passe do defesa, que soma 20 internacionalizações desde esse ano em que fez a estreia pela seleção principal inglesa.

Esta foi apenas a terceira contratação dos red devils no presente mercado, depois do lateral direito Aaron Wan-Bissaka (55 milhões, ex-Crystal Palace) e do extremo esquerdo Daniel James (17 milhões, ex-Swansea). Ander Herrera (PSG) e Antonio Valencia (Liga Quito) foram as únicas saídas até ao momento, ambas a custo zero.