O candidato conservador Alejandro Giammattei venceu as presidenciais de domingo na Guatemala, ao derrotar a rival e antiga primeira-dama Sandra Torres, quando estão contadas mais de 90% das mesas de votação, foi esta segunda-feira anunciado.

Os resultados preliminares do Supremo Tribunal Eleitoral indicam que o candidato do partido Vamos obteve 59,1% dos votos, contra 40,9% para a candidata da Unidade Nacional da Esperança.

Mais de oito milhões de guatemaltecos foram chamados a votar no domingo para escolher o Presidente e o vice-Presidente que vão dirigir o país durante os próximos quatro anos, e suceder a Jimmy Morales. A tomada de posse vai decorrer a 14 de janeiro próximo.

Com 93% das mesas (19.616 num total de 21.009) a seu favor, Giammattei venceu a eleição, com Guillermo Castillo na vice-Presidência do país.

A maior parte dos votos contados, mais de três milhões (94,5%), era válido, contra 4,4% nulos (114.696) e 1% brancos (33.490).

Nas segundas voltas eleitorais, a participação tem registado sempre, ao longo dos últimos anos no país, uma descida, o que levou as autoridades a repetir apelos ao voto ao longo da jornada eleitoral, que decorreu com tranquilidade.