Uma nova Loja do Cidadão abriu esta segunda-feira em Lisboa, no Saldanha, numa área de 2.400 metros quadrados e com cerca de 154 funcionários, distribuídos por “várias dezenas de serviços”, prevendo-se que atenda mais de 700 mil pessoas por ano.

Num comunicado à imprensa, a Câmara Municipal de Lisboa adiantou que esta nova loja representa um investimento de 2,2 milhões de euros.

A autarquia precisou ainda que a Loja do Cidadão do Saldanha vai promover a distribuição antecipada de senhas, cerca de 15 minutos antes da abertura do estabelecimento, e terá uma equipa de mediadores da câmara lisboeta para ajudar a encaminhar as pessoas.

Intitulado como “um dos principais polos de prestação de serviços públicos” em Lisboa, o espaço vai disponibilizar serviços de Finanças, Instituto da Segurança Social (ISS), Instituto de Registos e Notariado (IRN), Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), Espaço Cidadão, Iniciativa Lisboa, Gebalis – Gestão do Arrendamento da Habitação Municipal de Lisboa, Carris e EMEL – Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa.

Na Loja do Cidadão do Saldanha também vai ser permitido pedir ou renovar o cartão de cidadão e o passaporte, revalidar ou alterar a carta de condução, obter registo criminal, entregar documentos de despesas para a ADSE e requisitar o cartão Lisboa VIVA, entre outros.

Com uma área total de cerca de 2.400 metros quadrados, o espaço atrairá também pessoas ao mercado 31 de janeiro, que se encontra no piso inferior, segundo a Câmara de Lisboa.

No comunicado, a autarquia relembra que a empreitada de adaptação do edifício se iniciou em novembro de 2018, em articulação com a Agência para a Modernização Administrativa (AMA) e o município de Lisboa.

Na terça-feira, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, vão visitar o novo espaço no Saldanha, pelas 11h00.

De acordo com a Câmara de Lisboa, atualmente, existem 56 Lojas do Cidadão no país, tendo 20 sido abertas durante a atual legislatura.