O primeiro encontro, na passada quinta-feira, foi um fracasso. No fim-de-semana que se seguiu, não houve contactos de parte a parte. No entanto, os socialistas espanhóis do PSOE ainda não desistiram de convencer o Podemos, partido de esquerda radical do país, a viabilizar um Governo de Pedro Sánchez. Por isso, foi esta segunda-feira agendado um novo encontro entre representantes dos dois partidos, que acontecerá esta terça-feira.

Nos dois lados da mesa de negociação continuarão os mesmos políticos que tentaram chegar a acordo na passada quinta-feira, avança o jornal espanhol El País. Carmen Calvo, Adriana Lastra e María Jesús Montero estarão em representação do PSOE e Pablo Echenique, Ione Belarra, Enrique Santiago, Juan López de Uralde, Yolanda Díaz e Jaume Asens irão ao encontro em representação do Podemos.

A bloquear o acordo de Governo e a alimentar o impasse político em Espanha tem estado a diferença de posições nos dois partidos quanto ao grau de convergência — como habitualmente referido em Portugal entre os representantes dos partidos da “geringonça” — procurado. O Podemos insiste em tentar uma coligação de Governo, enquanto o PSOE procure apenas acordos de base que lhe permitam governar em maioria, mas com apoio parlamentar. O encontro desta terça-feira entre os dois partidos poderá trazer um desfecho definitivo às negociações em torno da formação de Governo, faltando perceber se Podemos e PSOE conseguirão chegar à acordo ou desistirão das negociações.

PSOE rejeita proposta “inviável” de Unidas Podemos para coligação em Espanha