O cadáver de um holandês de 66 anos que desapareceu no domingo durante as inundações no sudeste de Espanha foi encontrado esta terça-feira, o que eleva para sete o número de mortes devido ao mau tempo.

“O corpo de um cidadão holandês desaparecido foi encontrado”, disse um porta-voz da autarquia de Alicante, a província mais afetada pelas inundações. Os serviços de emergência espanhóis estavam à procura do cidadão holandês desde domingo, quando foi levado pela água num canal no município de Dolores. O corpo foi encontrado na aldeia de San Fulgencio, “a seis quilómetros de onde tinha desaparecido”, segundo a mesma fonte.

Com esta nova vítima, o número de mortos das inundações que atingiram o sudeste de Espanha desde quarta-feira até domingo eleva-se para sete. As chuvas torrenciais obrigaram a retirar de suas casas milhares de pessoas, isolaram aldeias inteiras e cortaram estradas e caminhos-de-ferro.

As regiões mais afetadas foram Valência, onde se situa a província de Alicante, e Múrcia (sudeste), enquanto a Andaluzia (sul), Castela-Mancha e Madrid (centro) foram menos afetadas.