Rei morto, rei posto. Poucas horas depois do anúncio da saída de Mauricio Pochettino do comando técnico do Tottenham, José Mourinho foi confirmado como novo treinador dos spurs até 2023, naquela que será a sua terceira experiência na Premier League depois de Chelsea e Manchester United, o seu último clube.

O anúncio foi feito esta madrugada de quarta-feira, no site oficial do clube. José Mourinho é descrito como “um dos treinadores mais bem sucedidos do futebol”. “Ele tem a experiência, consegue inspirar equipas e é um grande tático”, além de ser “um de apenas três treinadores que conquistaram a UEFA Champions League duas vezes e por duas equipas diferentes”, lê-se no comunicado anunciado pelos spurs. Curiosamente, e antes da entrada de Pochettino, em 2014, outro português tinha passado pelo clube: Villas-Boas, antigo adjunto de Mourinho.

Após ter sido finalista vencido na última edição da Liga dos Campeões (além de ter assegurado a entrada direta na fase de grupos da atual Champions), naquele que foi o ponto alto em cinco anos no conjunto londrino, o técnico argentino acabou por não resistir ao mau arranque de temporada, que coloca a equipa no 14.º lugar na Premier League com 12 jornadas disputadas (três vitórias, cinco empates e quatro derrotas). Em termos europeus, o Tottenham encontra-se em boa posição para chegar à fase seguinte da Liga milionária mas sofreu uma pesada goleada caseira frente ao Bayern (7-2) que não foi também esquecida pelo líder do clube, Daniel Levy. Uma curiosidade: quando a saída se tornou oficial através dos canais oficiais, o site do Tottenham… foi abaixo.

No caso do português, que estava fora dos relvados há quase um ano após a saída do Manchester United, a Bundesliga (e mais concretamente o Bayern) chegou a ser um cenário em cima da mesa por ser uma das poucas ligas que considerava interessantes e onde nunca tinha trabalhado mas a grande proposta acabou por vir da China, tendo sido declinada pelo atual comentador televisivo por considerar que o seu futuro deveria passar pela Europa.

Ao início da noite de terça-feira, de acordo com diversas publicações inglesas, o acordo entre Tottenham e Mourinho estava quase fechado. Confirmando-se a contratação do outrora Special One, trata-se de um regresso não só a Inglaterra, mas à cidade de Londres, onde teve duas experiências no Chelsea entre 2004 a 2007 e de 2013 a 2015 onde ganhou três Campeonatos, três Taças da Liga, uma Taça de Inglaterra e uma Supertaça. Já no United, entre 2016 e final de 2018, conquistou uma Liga Europa, uma Taça da Liga e uma Supertaça.

Antes e pelo meio, José Mourinho passou por Benfica, U. Leiria, FC Porto (onde venceu uma Liga dos Campeões e uma Taça UEFA entre seis títulos em dois anos e meio), Inter (onde também conquistou uma Champions, além de dois Campeonatos e uma Taça) e Real Madrid (ganhou um Campeonato, uma Taça e uma Supertaça).

Notícia atualizada às 7h15 desta quarta-feira com a confirmação da contratação por parte do Tottenham