O programa do primeiro dia da visita do Presidente chinês a Macau, que chega quarta-feira para presidir às cerimónias do 20.º aniversário e dar posse ao novo Governo, prevê um encontro com o atual chefe do Executivo.

As autoridades de Macau, que divulgaram parcialmente o programa da visita de Xi Jinping, indicaram que, na quarta-feira, o secretário-geral do Partido Comunista da China encontra-se com o atual chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Fernando Chui Sai On.

Na quinta-feira recebe os titulares dos principais cargos do Governo e individualidades de vários setores da sociedade. No mesmo dia, à noite, marca presença no banquete oferecido pelo Governo da RAEM e assistirá ao Sarau Cultural, no âmbito das comemorações do 20.º aniversário da transferência da administração do território para a China.

Na manhã de sexta-feira, o Presidente assistirá à cerimónia comemorativa do 20.º aniversário da RAEM e tomada da posse do V Governo de Macau, que será liderado pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa Ho Iat Seng. Posteriormente, estão previstos no programa oficial encontros com os novos responsáveis do Executivo, do poder legislativo e do judicial, deixando Macau, nesse mesmo dia.

As autoridades indicaram ainda, em comunicado, que o Governo organiza na manhã de sexta-feira, pelas 8h, a cerimónia solene do içar das bandeiras, seguindo-se uma receção na Torre de Macau. Para além de um sarau promovido pelo Instituto do Desporto, às 14h, no Estádio do Centro Desportivo Olímpico, é destacado o espetáculo de fogo de artifício agendado para as 21h, na zona marítima entre a Torre de Macau e a zona financeira da ilha de Hengqin. “O fogo-de-artifício terá um total de 160 mil lançamentos durante 30 minutos”, frisaram as autoridades.

A terceira visita do Presidente chinês a Macau, para a qual estão registados mais de 650 profissionais da comunicação social, estão a ser marcadas por medidas de segurança excecionais. As ligações marítimas de e para Hong Kong foram reduzidas. Desde terça-feira que as autoridades chinesas estão a proceder a controlos de segurança às viaturas que circulam na ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, numa ilha artificial, inspeções que já resultaram em várias detenções.

Em 2009, enquanto vice-presidente, deu posse em Macau ao agora chefe do Executivo cessante, Fernando Chui Sai On. Em 2014, como Presidente, deu posse ao mesmo chefe do Governo para um segundo mandato. Na sexta-feira, vai presidir à tomada de posse do novo chefe do Executivo, Ho Iat Seng, ex-presidente da Assembleia Legislativa.

Xi deverá anunciar em Macau medidas de aprofundamento da vertente financeira de Macau, com a criação de uma bolsa de valores imobiliários, garantindo terras para o território se desenvolver na China continental e conferindo-lhe políticas favoráveis ao setor financeiro, em pé de igualdade com a vizinha cidade Hong Kong, marcada há mais de meio ano por protestos pró-democracia que têm desafiado Pequim.