França, Alemanha e Reino Unido acionaram esta terça-feira um mecanismo de resolução de disputas para forçar o Irão a cumprir os compromissos assumidos no acordo nuclear assinado em 2015, num processo que será supervisionado pela União Europeia (UE).

“Recebi uma carta dos ministros dos Negócios Estrangeiros de França, Alemanha e Reino Unido para que o cumprimento dos compromissos do Irão no âmbito do Plano de Ação Conjunto Global seja levado à comissão conjunta para avaliação através do Mecanismo de Resolução de Disputas”, previsto no acordo nuclear iraniano, informa em comunicado o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell.

Segundo o Alto Representante da UE, os chefes da diplomacia de França, Alemanha e Reino Unido argumentam na carta que o objetivo desta ação é “preservar o acordo nuclear iraniano na sincera esperança de encontrar um caminho a seguir para resolver o impasse por meio de um diálogo diplomático construtivo”, intenção também partilhada por Josep Borrell.

O chefe da diplomacia europeia, que irá coordenar todo o processo, adianta que este Mecanismo de Resolução de Disputas exige agora “intensos esforços de boa fé por parte de todos”.