Dia 24 de Junho, Milão, Itália. Esta é a data em que a Alfa Romeo vai iniciar as celebrações do seu 110.º aniversário e, ao que parece, pode ser esse o dia escolhido pelo fabricante de Arese para revelar ao mundo um Giulia de pôr em sentido a concorrência alemã.

Mercedes-AMG C63, BMW M3 e Audi RS4 deverão ser “espicaçados” pelo construtor italiano com o lançamento de uma versão mais performante do que o Giulia Quadrifoglio, já de si um contendor de respeito, cortesia dos 510 cv de potência debitados pelo V6 2,9 litros sobrealimentado de origem Ferrari.

Fontes da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), avançaram ao Mopar Insiders que a Alfa Romeo quer um Giulia com um desempenho superior à versão com o trevo das quatro folhas, capaz de recuperar a mítica sigla GTA, de Gran Tourismo Alleggerita. Ora, isso implica necessariamente aligeirar o peso e aumentar a potência. De acordo com o referido site, o Giulia GTA será 20 kg mais leve que o Giulia Quadrifoglio com caixa manual de seis velocidades (2100 kg de peso bruto). Terá acoplada a caixa automática de dupla embraiagem com oito relações que é comercializada entre nós, mas a explorar uma potência na ordem dos 620 cv. Ou seja, para cima de uma centena de cavalos a mais que a versão Quadrifoglio da berlina italiana.

A má notícia – ou boa, tratando-se de indefectíveis da marca sem constrangimentos orçamentais – é que o Giulia GTA será produzido numa série muito limitada. A confirmar-se, deverá ter um preço em consonância com essa exclusividade. Recorde-se que a versão Quadrifoglio do Giulia é comercializada no mercado português por valores a partir de 109.239€, o que faz deste tracção traseira uma proposta mais em conta que qualquer outro dos seus rivais, sendo capaz de alcançar os 307 km/h, depois de passar pelos 0-100 km/h ao fim de 3,9 segundos.