O primeiro Ministro, António Costa, anunciou esta segunda-feira que Bragança receberá a 27 de fevereiro o primeiro Conselho de Ministros descentralizado desta legislatura.

António Costa esteve esta segunda-feira em Bragança para assinalar os primeiros cem dias de ação governativa e preparar a reunião de trabalho descentralizada do Governo.

Segundo disse, o Conselho de Ministros em Bragança será “particularmente dedicado a todas as temáticas que têm a ver com o desenvolvimento do território e em particular com a valorização do interior”.

Iremos ter a oportunidade de aprovar para entrar em discussão pública a estratégia nacional de coesão territorial e proceder à revisão do programa nacional de valorização do interior”, adiantou.

A reunião de 27 de fevereiro servirá também para “a aprovação, do lado português, do trabalho que o Governo vem desenvolvendo desde há dois anos com Espanha para que na próxima cimeira luso-espanhola possa ser aprovada uma estratégia conjunta de desenvolvimento de regiões transfronteiriças”.

Isto porque, como disse o primeiro Ministro, “a fronteira entre Portugal e Espanha constitui uma exceção daquilo que é a regra na união europeia e que tem a ver com o facto de em todas as regiões de fronteira da Europa serem as regiões mais desenvolvidas e as regiões de fronteira na Península Ibérica são as menos desenvolvidas em cada um dos países“.

“Vamos ter nesse Conselho de Ministros três documentos de orientação estratégica fundamental”, sublinhou.