O sistema de segurança montado para o FC Porto-Benfica, da I Liga de futebol, será de “tolerância zero” e “implacável para com situações de conduta violenta e engenhos pirotécnicos”, disse esta sexta-feira o subintendente da PSP Cardoso da Silva.

Para o “clássico” referente à 20.ª jornada do campeonato luso, em que se espera cerca de 50 mil espetadores, entre os quais 2.600 adeptos do Benfica, a PSP montou um sistema de segurança “complexo” e “adequado” a um jogo de “risco elevado”. A PSP pretende, com o esquema adotado, “garantir as condições de segurança para que tudo corra bem”, e a sua ação incidirá em aspetos relacionados com a “prevenção, monitorização e acompanhamento dos adeptos até ao Estádio do Dragão“. A intervenção da PSP, ainda segundo o subintendente Cardoso da Silva – que envolve no terreno, de forma gradual e consoante a necessidade, praticamente todas as suas valências – será baliza entre “a ordem indispensável e a desordem aceitável”.

A operação de segurança envolve outros pontos da cidade do Porto, para além da zona envolvente do estádio, como a área junto ao parque de Bonjóia (recolha dos STCP), onde se concentrarão os adeptos do Benfica, que chegarão em 25 autocarros. As portas do Dragão abrem às 18h30, duas horas antes do início do jogo, e a PSP recomenda aos adeptos que se desloquem atempadamente para que a sua entrada no recinto não seja atrasada pelas filas habituais nos pontos de revista.

Por volta das 18h, a PSP prevê dar início ao acompanhamento dos adeptos do Benfica em caixa de segurança até ao estádio, situação que irá provocar alguns condicionamentos de trânsito.

A operação montada pela PSP para o “clássico” irá ser observada, uma vez mais, por uma equipa da organização do Mundial Qatar2022, que vem ao Porto assimilar o modelo criado para o Euro2004 e que, após sucessivos aperfeiçoamentos, continua a ser uma referência no que toca a sistemas de segurança para eventos.

O encontro entre o FC Porto e o Benfica, da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, realiza-se no sábado, a partir das 20h30, no Estádio do Dragão, no Porto, com arbitragem do portuense Artur Soares Dias.