Um ataque junto a uma igreja protestante na cidade de Pansy, no Burkina Faso, provocou este domingo 24 mortos e pelo menos dez feridos, refere a agência de notícias Associated Press. Três pessoas foram ainda raptadas pelo grupo armado que provocou o ataque, que incluía cerca de 20 atacantes.

Entre as vítimas mortais do ataque estão cristãos e muçulmanos, que “foram mortos antes de a igreja ser incendiada”, segundo apontou à Associated Press uma fonte do Governo local que falou sob condição de anonimato, por não haver autorização para falar à imprensa do caso. Também o pastor da igreja local foi assassinado.

O grupo de homicidas saqueou ainda alimentos de lojas, tendo forçado três jovens raptados a transportar os bens roubados nas suas motorizadas. No Burkina Faso, os episódios de violência extrema têm aumentado a um ritmo alarmante, inclusive contra cristãos. No ano passado, foram assassinados no país mais de 1.300 civis — um numero mais de sete vezes superior ao registado no ano anterior de 2018.