Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Morreu José Oliveira Costa, economista, político e ex-banqueiro, avança a Visão. O ex-presidente do BPN (Banco Português de Negócios) tinha 84 anos e foi o primeiro banqueiro a cair, afastado meses antes do Estado ter nacionalizado o banco no final de 2008. Nesse ano, porém, Oliveira Costa acabaria detido num mega-processo, sendo aliás até agora o único banqueiro a ser detido por crimes de gestão, ainda que apenas preventivamente. Acabou por ser condenado, quase dez anos depois, a uma pena de 15 anos de cadeia num caso que ainda não está fechado. O funeral realiza-se na quinta-feira pelas 16h15, na Basílica da Estrela, em Lisboa.

Oliveira Costa foi secretário de Estado dos Assuntos Fiscais de Cavaco Silva. Em 1998, chegou ao cargo de presidente do Banco Português de Negócios que ajudou a fundar e que foi a cabeça do grupo Sociedade Lusa de Negócios (SLN). Foi através da SNL que criou uma rede de ex-políticos, quase todos ligados a governos do PSD, dos quais Dias Loureiro e Arlindo Cunha eram alguns dos rostos. Nem Cavaco Silva ficou de fora da rede influências do antigo banqueiro, tendo investido em ações da SLN que depois revendeu com o acordo de Oliveira Costa a um preço mais elevado. Um negócio polémico que obrigou o já então Presidente da República a dar explicações públicas sobre a transação realizada enquanto não tinha funções de Estado.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.