As defesas antiaéreas da Síria abriram fogo esta terça-feira à noite em direção a mísseis disparados por caças israelitas na província de Homs (centro), destruindo alguns deles, referiram os ‘media’ estatais.

A televisão oficial síria noticiou que os aviões dispararam vários mísseis quando sobrevoavam o espaço aéreo do vizinho Líbano.

A estação acrescentou que os aviões visaram uma posição militar síria, mas sem referir se foram bem-sucedidos, acrescentando que alguns dos mísseis foram abatidos.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH, com sede em Londres), com ligações à oposição interna, disse que os aviões de guerra dispararam 18 mísseis em direção à base aérea de Shayrat, na província de Homs, mas não adiantou mais detalhes.

Residentes em Beirute, a capital libanesa, dizem ter escutado o som de aviões a sobrevoar a cidade pouco antes de os ataques aéreos serem revelados, referiu a agência noticiosa Associated Press (AP).

Israel não comentou no imediato.

Em fevereiro, um ‘drone’ [aparelho aéreo não tripulado] israelita disparou um míssil em direção a um veículo no sul da Síria, matando uma pessoa. Ativistas da oposição referiram que o homem alvo do ataque era um “operacional anti-Israel”.

Nos últimos anos Israel tem efetuado diversos ataques aéreos na Síria contra alvos identificados com o Irão e os seus aliados regionais.

Em fevereiro, um ataque aéreo matou dois membros do grupo militante palestiniano Jihad Islâmica, apoiado pelo Irão.