A Jaguar Land Rover anunciou hoje aquilo que designa de “reacção à Covid-19” e que, na prática, se traduz na implementação de condições comerciais muito mais atractivas, com o intuito de levar de novo os clientes aos seus concessionários.  Para tal, o grupo automóvel britânico propõe “campanhas especiais para alguns modelos em stock, com descontos de até 30%, campanhas de retoma, campanhas de fidelidade e também o adiamento do pagamento até ao Outono”, condição esta de que podem usufruir exclusivamente os clientes empresariais.

Venda de carros. Vem aí a loucura dos preços baixos?

O site de cada uma das marcas (www.landrover.pt e www.jaguarportugal.pt) é a plataforma onde os potenciais interessados nesta promoção encontram detalhes dos modelos abrangidos nas campanhas. A que se destina a particulares é válida apenas para veículos em stock que sejam matriculados antes de 30 de Junho de 2020. Ou, ressalva a nota enviada à imprensa, “até esgotar as unidades em stock em Portugal”.

Quer a Jaguar quer a Land Rover abrem ainda a possibilidade de os clientes solicitarem “propostas personalizadas e adaptadas”, apontando para esse efeito o contacto com um concessionário oficial, cujo atendimento pode ser feito presencial ou remotamente.

Mercado automóvel sofre “queda histórica” de 84,6% em abril, segundo a ACAP

Recorde-se que as vendas de novos automóveis caíram abruptamente em praticamente todos os mercados confinados devido à pandemia e Portugal não foi excepção. Por cá, Abril foi um descalabro na transacção de novos veículos, com um recuo na ordem dos 84,6%. Daí que quatro associações do ramo automóvel tenham se unido, ainda antes dessa “queda histórica”, para solicitar ao Governo português diversas medidas de apoio para um sector que representa 19% do PIB, 25% das exportações de bens transaccionáveis e emprega, directamente, cerca de 200 mil pessoas.