Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As manifestações de interesse no concurso para a produção de hidrogénio superou as expetativas. Até ao prazo dado para a entrada de manifestações de interesse contaram-se 74 candidaturas que, juntas, alcançam um valor total de investimento de 16 mil milhões de euros. O Público fez as contas e assegura que o interesse no hidrogénio atinge 7,5% do PIB. “Foi um sucesso”, afirmou o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, ao jornal.

Manifesto diz que estratégia do Governo para o hidrogénio é um “erro”

A proposta com o menor valor de investimento é 1,3 milhões de euros e a mais elevada é de 2,4 mil milhões. O ministro João Pedro Matos Fernandes, diz, citado pelo jornal, que foi a “surpresa das surpresas”. “A proposta de maior valor de investimento foi apresentada por um consórcio da área química para a zona industrial de Estarreja”, afirmou.

O ministro destaca ainda um grande projeto na área dos transportes com liderança de uma entidade pública no valor de 275 milhões de euros. O Público diz tratar-se da CP em conjunto com a Salvador Caetano, projeto que envolve ainda outras entidades, como a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

As manifestações de interesse vão agora ser avaliadas por um Comité de Avaliação de Projetos, de maneira a fazer uma seleção preliminar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Governo lançou este concurso no âmbito da Estratégia Nacional de Hidrogénio que definiu a possibilidade de o Estado assegurar um financiamento total de sete mil milhões de euros nos próximos dez anos aos projetos que forem selecionados.