Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Na Rússia, as portas do Parlamento foram-lhe fechadas, os meios de comunicação social não lhe podem dar voz e sempre que a faz soar nas ruas de Moscovo ou São Petersburgo é detido pela polícia durante semanas. Mas tem nome e uma missão: Alexei Navalny é a principal voz da oposição a Vladimir Putin e o homem que mais nervosismo causa no Kremlin.

O ativista voltou aos jornais internacionais esta quinta-feira por estar em coma, com um quadro clínico grave, após ter-se sentido mal numa viagem de avião. Desconfia-se de envenenamento, através de um chá que terá bebido esta manhã, mas os contornos do que atirou Alexei Navalny para os cuidados intensivos ainda estão por apurar. Certo é que, mesmo sem a televisão russa, Alexei Navalny fez-se político. Como? Sendo youtuber. Esta é a sua vida.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.