Uma operação de combate à exploração laboral e ao tráfico de seres humanos em Cascais, distrito de Lisboa, resultou em dois cidadãos estrangeiros “notificados para abandono voluntário de território nacional”, anunciou esta sexta-feira o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Na operação denominada “Pente Fino”, que decorreu na quarta-feira, em Cascais, o SEF fiscalizou 20 empresas de estética, salões de cabeleireiros e barbearias, em que “foram identificados 31 cidadãos nacionais e 17 cidadãos estrangeiros que, na sua maioria, cumpriam a legislação em vigor”.

No âmbito do combate à exploração laboral e ao tráfico de seres humanos, “dois cidadãos estrangeiros foram notificados para abandono voluntário de território nacional, uma vez que se encontravam irregulares no país”, indicou este serviço de segurança e órgão de polícia criminal, em comunicado.

“Outros quatro cidadãos foram notificados para comparência no SEF a fim de ser aferida a sua situação documental”, revelou.

A operação de fiscalização a empresas de Cascais teve a participação de 13 inspetores do SEF, entre os quais oito inspetores estagiários do 10.º curso que se encontram a desempenhar estágio prático em exercício tutelado de funções.