Depois de confirmados três casos positivos durante a manhã deste domingo, a tarde acabou por relevar a existência de outros quatro jogadores infetados com Covid-19 no plantel do Sporting. De acordo com o jornal A Bola, Luís Maximiano, Pedro Gonçalves, Renan Ribeiro e Gonçalo Inácio acabaram por testar positivo depois do resultado inconclusivo registado ao início do dia e juntam-se assim a Borja, Nuno Santos e Rodrigo Fernandes no lote de casos dos leões, que inclui ainda um elemento do staff e chega aos oito no total.

De recordar que os três testes positivos detetados ainda na manhã deste domingo acabaram por ter como consequência direta o cancelamento do jogo com o Nápoles, a contar para o Troféu Cinco Violinos, que era o último teste da equipa de Rúben Amorim antes do arranque do Campeonato. Um arranque que poderá também estar em risco já que o Gil Vicente, a equipa que o Sporting enfrenta no próximo sábado, tem outros 15 casos de Covid-19, incluindo 10 jogadores. Certo é que estes sete elementos leoninos que testaram positivos estão agora em isolamento, não serão opção em cenário de existir jogo no próximo sábado e não têm garantida a presença na partida da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, no dia 24 de setembro. Todos os outros jogadores do plantel ficarão agora em isolamento até à realização de uma nova ronda de testes, que deve acontecer ainda esta segunda-feira — se existirem suspeitas de transmissão, toda a equipa terá de ficar em quarentena obrigatória.

Sporting tem três infetados e dois inconclusivos, jogo com Nápoles cancelado, estreia na Liga deve ser adiada – Gil Vicente tem 15 infetados

A Liga de Clubes reúne ao início da tarde desta segunda-feira com António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, para decidir a aplicação do protocolo desenhado para o reinício das competições — uma reunião que foi despoletada pelo adiamento de jogos da Segunda Liga e tornada prioritária com os casos detetados em clubes da Primeira.

Este domingo e depois dos três testes positivos iniciais, os responsáveis leoninos contactaram a DGS e aguardaram indicações para saber os passos seguintes. E havia dois exemplos concretos que podiam explicar os cenários possíveis: no Ac. Viseu-Académica, e após terem sido detetados três casos entre jogadores viseenses, as autoridades de saúde regionais consideraram que, até pelo contexto de transmissão comunitária ativa no concelho, não deveria haver jogo; no Feirense-Desp. Chaves, antes de se saber que o plantel dos transmontanos tinha feito um jantar conjunto na noite de quarta-feira, a indicação inicial passava por não haver obstáculos à realização do encontro apesar dos quatro testes positivos entre os flavienses, algo que mudaria mais tarde e que levou também ao cancelamento do encontro.

“Confirmamos que nos últimos testes feitos [ontem, sábado], três jogadores acusaram positivo à Covid-19. A identidade dos jogadores não será divulgada. Os mesmos encontram-se em isolamento e completamente assintomáticos. O protocolo estabelece como regra base 14 dias de isolamento, durante o qual, e a exemplo do que aconteceu durante o confinamento obrigatório, o Sporting Clube de Portugal lhe dará todo o acompanhamento necessário. Foram hoje feitos novos testes a toda a equipa e a todo o staff”, confirmou o Sporting em comunicado, ainda este domingo.

O Observador sabe que, pelo menos numa ocasião nesta pré-temporada, já foi feita uma chama de atenção aos jogadores que para que evitem a todo o custo qualquer tipo de comportamento de risco, no seguimento de uma festa de aniversário. Também os testes positivos de Battaglia e Vietto no regresso aos trabalhos, depois de terem passado férias em Espanha, não tinham caído bem na estrutura verde e branca. No final de abril, o Sporting tinha revelado em comunicado que “se verificou um teste positivo para IgG (Imoglobulina G – Anticorpo) com IgM negativa, que indica provável imunidade adquirida desse atleta”, sem revelar a sua identidade.

Agora, fica a dúvida em relação ao primeiro jogo do Campeonato, no próximo sábado, em Alvalade, frente ao Gil Vicente. De recordar que os minhotos também cancelaram esta semana um jogo-treino com o V. Guimarães, mais concretamente na sexta-feira, por terem sido detetados quatro casos positivos (um entre os jogadores, três em técnicos). Este domingo, soube-se que esse valor subiu de quatro para 15, com a nova ronda de testes feita entre o plantel (jogadores, técnicos e elementos do staff), o que aponta para que o encontro seja mesmo adiado, tendo em conta a impossibilidade de o conjunto de Barcelos contar com dez jogadores. A informação foi confirmada pelo Observador, sendo que a Liga e a DGS (tal como as estruturas regionais e locais) já foram entretanto informadas do facto. O plantel entrou todo em quarentena obrigatória o que, tendo em conta os 14 dias em causa, deve levar à remarcação do jogo caso exista acordo de datas entre Sporting, Gil Vicente e Liga.

(artigo atualizado com a informação de que um elemento do staff do Sporting também está infetado)