Dark Mode 148kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Desde 13 de maio que não havia tantos internados com Covid-19

Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 854 casos de Covid-19 em Portugal e 6 mortes. Foi na faixa etária dos 40 aos 49 anos que se registaram mais novos casos.

i

MOHAMMED SABER/EPA

MOHAMMED SABER/EPA

É preciso recuar a 13 de maio para encontrar um número mais elevado de internados por Covid-19 do que aquele que se registou esta quinta-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS), nas últimas 24 horas foram admitidas nos hospitais mais 16 pessoas com a doença, subindo para um total de 682 (naquele dia de maio, estavam internadas 692). Além disso, há mais duas pessoas nos cuidados intensivos (são agora 107).

Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 854 casos de Covid-19 em Portugal (no dia anterior foram 825) e 6 mortes (na quarta-feira foram 8). Desde o início da pandemia, já foram confirmados 76.396 casos de infeção e 1.977 óbitos.

Neste último balanço foram dadas como clinicamente recuperadas mais 407 pessoas, o que totaliza 48.937 recuperados desde o início da pandemia. Há 45.184 pessoas em vigilância, mais 426 do que no dia anterior. Tendo em conta o número de utentes que já recuperaram, há, neste momento, 25.482 com a doença (os chamados casos ativos), mais 441 do que na quarta-feira.

Lisboa e Vale do Tejo lidera nos novos casos e nas mortes

Como já vem sendo habitual, Lisboa e Vale do Tejo é a região que mais vê o número de novos casos e de mortes aumentar. Cinco dos seis óbitos foram registados nesta região — uma outra aconteceu na região Norte.

Já quanto ao número de novos casos, Lisboa e Vale do Tejo tem 415 novos casos (48,6% do total), para um total de 39.107. Seguem-se a região Norte (com  340 casos — 27.369 desde o início da pandemia—, ou seja, 39,8%), a região Centro (mais 54 casos, 6,32% do total), Algarve (28 casos, 3,28%) e Alentejo (10 casos, 1,17%). A Madeira teve mais seis casos e os Açores mais um.

Maioria das mortes acima dos 70 anos

A análise do boletim diário da DGS permite ainda concluir que os óbitos, como é, aliás, habitual, estão concentrados nas faixas etárias acima dos 70 anos. E foram sobretudo de mulheres.

Registou-se a morte de uma mulher que tinha entre 50 e 59 anos, de um homem e de uma mulher com entre 70 e 79 anos, e de um homem e duas mulheres acima dos 80 anos.

Já morreram da doença 990 homens e 987 mulheres.

54% dos novos casos são de mulheres

As mulheres representam 54,6% dos novos casos de infeção, segundo o boletim da DGS. Nas últimas 24 horas, foram detetados mais 467 casos no sexo feminino e mais 384 no sexo masculino.

Foi na faixa etária dos 40 aos 49 anos que se registaram mais novos casos — foram 142, o que representa 16,6% do total. Segue-se a faixa etária dos 20 aos 29 anos (126 casos) e dos 30 aos 39 (120). No espetro oposto, a faixa etária com menos novos casos foi a dos 0 aos 9 anos (54) e a dos 60 aos 69 (mais 55 casos positivos). A faixa etária onde se registam mais mortes (acima dos 80) registou 73 novos casos.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.