A polícia de Berlim está a investigar um ataque a um edifício que pertence ao Instituto Robert Koch, o organismo governamental responsável pela controlo de doenças e pelo acompanhamento da situação pandémica na Alemanha.

Segundo as autoridades, citadas pela AFP, “várias pessoas ainda por identificar” foram vistas durante a noite deste sábado a atirar “dispositivos incendiários” e garrafas contra o prédio. O ataque provocou um pequeno incêndio, que foi extinguido pelo segurança de serviço. O incidente provocou pequenos danos na fachada, incluindo um vidro partido. Não provocou feridos.

A polícia não excluiu eventuais motivações políticas, tendo em conta o papel desempenhado pelo instituto na comunicação diária da evolução da pandemia de Covid-19 na Alemanha, refere a AFP.

Querdenken Coronavirus Skeptics Protest Against WHO In Berlin

Várias centenas de pessoas protestaram este domingo em Berlim contra as novas medidas tomadas pelo governo para conter a propagação do novo coronavírus (Sean Gallup/Getty Images)

As novas medidas de prevenção tomadas pelo governo alemão na sequência do aumento do número de casos no país levou a uma nova onda de protestos. Este domingo, cerca de duas mil pessoas juntaram-se em Berlim para uma manifestação que coincidiu com o arranque de uma cimeira de três dias da Organização Mundial da Saúde (OMS) que devia decorrer na cidade. Durante o encontro, realizado online, será discutida, entre outros temas, a pandemia de Covid-19.

O protesto acabou por ser dispersado pelas autoridades, porque os manifestantes não cumpriam as regras de distanciamento social e não usavam máscara.

O Instituto Robert Koch anunciou este domingo 11.176 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e 29 mortes. Há quatro dias que o país regista mais de dez mil casos diários. A taxa de mortalidade encontra-se agora nos 2,3%. Até ao momento, foram confirmados 429.181 casos de Covid-19 e 10.032 óbitos no país.