A Câmara Municipal de Lisboa vai manter os cemitérios do município abertos nos dias de Fiéis Defuntos e de Todos-os-Santos nos seus horários habituais. No entanto, há restrições.

Em comunicado, a Câmara anuncia que nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro o “uso de máscara será obrigatório dentro do recinto cemiterial” e estão proibidos aglomerados com mais de cinco pessoas, “salvo se tratarem do mesmo agregado familiar”. As entradas vão ser controladas e “serão criados circuitos de entrada e saída”.

As missas “habitualmente” celebradas nestas datas não se irão realizar e as “capelas manter-se-ão encerradas”. Os serviços administrativos serão realizados “exclusivamente” por marcação e as salas de espera estarão encerradas.

No caso do cemitério do Alto de S. João, dada a sua dimensão, os mini-autocarros existentes continuarão a funcionar, limitando, como até agora, a sua capacidade a 8 passageiros.

A Câmara de Lisboa avisa ainda que haverá um “reforço do número” de efetivos da Polícia Municipal, que habitualmente estão à porta dos cemitérios nestes dias.

As informações sobre o funcionamento dos cemitérios do Município de Lisboa surgem um dia depois das críticas do padre Mário Rui Leal Pedras, da Paróquia de São Nicolau, acerca das restrições impostas pelo Governo na altura dos Finados.

Pároco da Igreja de São Nicolau acusa Governo de criar “exceções à lei para eventos e atividades culturais”