Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Se pensava que o Batman era o único a usar automóveis apelidados de BAT, podemos afiançar-lhe, sem grandes dúvidas, que está enganado. Durante os anos 50, a Alfa Romeo concebeu uma série de protótipos chamados Berlina Aerodinamica Tecnica (B.A.T.) e os exemplares 5, 7 e 9 sempre foram considerados dos mais elegantes e, por isso mesmo, valiosos. O que poucos achavam possível era que, num leilão da RM Sotheby’s, o trio atingisse 14,8 milhões de dólares, cerca de 12,75 milhões de euros.

A popularidade dos três modelos granjeou grande curiosidade junto dos coleccionadores nos dias que antecederam o leilão realizado online, devido à pandemia, o que originou licitações oriundas um pouco de todo o mundo, de Nova Iorque a Hong Kong. Tudo para adquirir os concept cars B.A.T., fabricados em 1953, 1954 e 1955.

A venda dos três Alfa Romeo foi integrada no Leilão de Arte Contemporânea da RM Sotheby’s, sendo apenas a segunda vez em que a conhecida leiloeira aceitou introduzir veículos automóveis na licitação destinada a arte. A primeira ocasião foi em 2017, quando o F1 da Ferrari pilotado por Michael Schumacher em 2001 foi submetido ao martelo do leiloeiro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR