Se a DS é a marca mais requintada e sofisticada do grupo francês PSA, o DS 9 é o seu topo de gama. Construído sobre a plataforma modular EMP2, é uma berlina de quatro portas com 4,93 metros de comprimento, assumindo-se como o maior dos automóveis do grupo.

Fabricado na China, para abastecer o mercado asiático e ser exportado para a Europa, o topo de gama francês vai ser oferecido no Velho Continente a partir de Setembro de 2021, com três motorizações. A mais acessível é a PureTech 225, que tem como base o motor 1.6 Turbo a gasolina, com 225 cv. Em França, será comercializada por valores a partir de 47.700€ .

DS 9. “Made in China” para combater os alemães

A esta versão junta-se outra, a E-Tense 225, que recorre a uma mecânica híbrida plug-in. O motor principal é o mesmo 1.6 PureTech, mas com 180 cv, surgindo acoplado a uma segunda unidade com 110 cv, obviamente eléctrica e alimentada por uma bateria com 11,8 kWh de capacidade.

A terceira e última versão a surgir no arranque da comercialização europeia também é híbrida plug-in. Denominada E-Tense 4×4 360, será proposta por preços desde 80.000€. O motor 1.6 Turbo fornece aqui 200 cv, continuando a estar acoplado a um motor eléctrico de 110 cv. No eixo traseiro surge uma segunda unidade eléctrica de 113 cv, destinada a conferir tracção integral a este DS 9, cuja potência total é de 360 cv.