O número de pessoas infetadas na Santa Casa da Misericórdia de Mação subiu hoje de 85 para 93, entre utentes e funcionários, situação que alastrou nas últimas horas ao outro lar da instituição.

“O que temíamos veio a suceder com mais oito pessoas infetadas no outro edifício-lar da Santa Casa, seis utentes e dois funcionários, e hoje temos um total de 93 pessoas positivas diretamente ligadas à instituição, sendo que este surto afeta seguramente já mais de uma centena de pessoas, com ramificações a familiares de profissionais do lar”, disse Vasco Estrela.

O presidente daquele município do distrito de Santarém disse ainda que outra situação está hoje “a preocupar” em Mação, tendo sido detetados três funcionários positivos num centro de dia na localidade de Aboboreira, estando hoje a ser realizados 48 testes de despiste ao novo coronavírus a funcionários e utentes.

Por outro lado, o autarca confirmou a chegada de uma brigada da Segurança Social com seis elementos que “já está a dar apoio desde esta manhã” no edifício sede da Santa Casa da Misericórdia de Mação, e que vem ao encontro das necessidades de uma instituição que regista uma “redução muito significativa de funcionários para prestar cuidados aos utentes”.

Neste momento, este surto que afeta os dois lares da Santa Casa da Misericórdia de Mação tem 93 pessoas infetadas (32 trabalhadores e 61 utentes), dos quais um utente faleceu e dois estão internados.

A Santa Casa da Misericórdia de Mação conta com um total de cerca de 160 utentes e 110 funcionários distribuídos por várias valências, como a Estrutura Residencial para Idosos (ERPI) e as respostas sociais de creche, centro de dia, apoio domiciliário e atividades de tempos livres.

O surto, que começou por afetar o edifício sede da Santa Casa, onde está um dos dois edifícios da instituição e onde funciona uma Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI) e vivendas anexas, a par da parte administrativa, cozinha, centro de dia e equipamentos diversos, estendeu-se a um segundo edifício, que também funciona como lar de idosos.

Os primeiros casos positivos foram detetados em 14 funcionários do lar no dia 22 de dezembro e, com a consequente realização de testes a todos os utentes e funcionários da Santa Casa da Misericórdia, os resultados conhecidos na noite de 24 de dezembro revelaram um total de 60 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, a que acresceu no dia 28 de dezembro mais uma pessoa doente.

No dia 30 de dezembro, o número de pessoas infetadas num lar da Santa Casa da Misericórdia em Mação subiu de 65 para 85, entre utentes e funcionários, situação que o presidente da câmara, Vasco Estrela, considerou “crítica” e que hoje evoluiu para um total de 93 pessoas doentes.

O concelho de Mação, com um total de 161 casos covid-19 desde o início da pandemia, dos quais resultaram cinco óbitos e 104 pessoas recuperadas, apresentava no dia de quarta-feira, segundo o boletim do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo, 105 pessoas em vigilância ativa, sendo um concelho que integra a listagem nacional de municípios em ?risco moderado’, em vigor até dia 07 de janeiro.

Portugal contabiliza hoje mais 76 mortes relacionadas com a covid-19 e 7.627 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 6.906 mortes e 413.678 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 72.496, mais 4.291 do que na quarta-feira.