Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Bugatti Chiron é um dos melhores hiperdesportivos do mercado, se não o melhor, conciliando luxo e potência, tecnologia e sofisticação, raça e emoção. Dentro da gama do Chiron, que fornece um mínimo de 1500 cv, um motor com 16 cilindros em W soprado por quatro turbocompressores e tracção integral, o construtor francês concluiu que, apesar de impressionantes, estes valores não satisfazem alguns clientes que gostavam de ter um Bugatti ainda mais próximo de um carro de competição.

Para este grupo de clientes muito específico e particularmente exigente, a Bugatti manteve o enorme motor com 8 litros e 16 cilindros quadriturbo, mas encurtou 15% as relações da caixa automática de dupla embraiagem e 7 velocidades. O objectivo era abrir mão de uma 7ª mais longa, para reduzir consumos e emissões, de forma a diminuir os “buracos” entre as mudanças.

Bugatti Chiron Pur Sport voa mesmo a 350 km/h

A redução da velocidade máxima não foi uma opção objectiva do fabricante francês do Grupo VW, mas sim o resultado directo da necessidade de incrementar o apoio aerodinâmico, de modo a colar o Pur Sport ao solo, mesmo quando o ritmo desafia as leis da física. A generosa asa traseira associada ao bem visível splitter frontal, o lábio sob o pára-choques, dá mais apoio aerodinâmico para curvar mais depressa e travar a fundo de forma mais estável. Mas estas vantagens acabam por fazer piorar o Cx, roubando a possibilidade de o Pur Sport atingir a mesma velocidade dos Chiron normal, limitados a 420 km/h apenas porque os pneus não acompanham a capacidade do modelo atingir 460 a 480 km/h, a sua velocidade máxima teórica. Com o Pur Sport, não há velocidades acima dos 350 km/h.

Para demonstrar que o Chiron Pur Sport é o parceiro ideal para umas brincadeiras, sempre que reunidas as necessárias condições de segurança, apesar do seu aspecto monstruoso e de uma mecânica que até é capaz de colocar o Godzilla em sentido, a Bugatti divulgou um vídeo que mostra o Pur Sport atravessado para um lado e para o outro e a fazer piões.