Os antigos presidentes dos EUA Barack Obama e Donald Trump estão mais uma vez em lados diferentes da barricada relativamente a uma decisão da liga de basebol norte-americana que é também uma tomada de posição política sobre uma nova lei eleitoral. A Major League Baseball (MLB), segundo conta a CNN, decidiu retirar o seu “All-Star Game” (jogo das estrelas) de Atlanta, a capital da Geórgia, após aquele estado norte-americano ter aprovado uma nova lei eleitoral que cria, denunciam os democratas, vários obstáculos à participação eleitoral. Obama já veio elogiar a decisão da MLB, enquanto Trump incentivou ao boicote a toda a modalidade e às “empresas woke” que apoiam esta decisão da liga.

Barack Obama elogia a Liga de Basebol por estar do lado do “direito de voto de todos os cidadãos” e diz que não há “melhor forma” de os EUA homenagearem Hank Aaron — figura histórica do basebol norte-americano que morreu em janeiro de 2021 perto de Atlanta e que foi estrela dos Atlanta Braves.

O elogio de Obama contrasta com a posição de Donald Trump que, na sexta-feira, emitiu um comunicado, citado pela Fox News, em que diz que o Basebol já estava a “perder um número elevado fãs“, mas que isso ainda irá piorar com a decisão de “retirar o jogo de All-Stars de Atlanta” porque “têm medo dos democratas da esquerda radical, que são contra a existência de um cartão de eleitor”, uma alteração que considera “absolutamente necessário” para que os democratas não consigam influenciar as eleições.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Donald Trump foi ainda mais longe e pediu: “Boicotem o basebol. E também todas as empresas ‘woke’ [termo com origem na comunidade afro-americana, associado a uma cultura com preocupações de justiça social e racial] que querem interferir com eleições livres e justas”. Trump nomeou mesmo empresas a boicotar como a Coca-ola ou a companhia aérea Delta.

A legislação — que foi ratificada em março pelo governador republicano Brian Kemp — tem maiores exigências de identificação dos eleitores, permite que membros do governo do estado assumam juntas eleitorais locais, limita o número de urnas de votação e torna crime dar comida ou bebida aos eleitores enquanto esperam na fila (incluindo dar água a quem está em longas filas, alegam os democratas).

O estado da Geórgia foi fundamental para a vitória de Joe Biden nas eleições de novembro e o presidente dos EUA é muito crítico das alterações que os republicanos conseguiram aprovar naquele estado.

Pelo caminho, a cidade de Atlanta ficou sem o jogo, que se realiza a 13 de julho. Ainda não foi anunciada a cidade onde irá ser realizada a partida que conta com as maiores estrelas da liga de basebol.