Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Major, o mais novo e também o mais rebelde dos dois pastores alemães do Presidente dos Estados Unidos da América e da primeira-dama, vai ter aulas de treino comportamental. O trabalho vai decorrer em Washington DC e “deve durar algumas semanas”, disse esta terça-feira, Michael LaRosa, o secretário-geral de Imprensa de Jill Biden, à Foxbusiness.

O objetivo é ajudar a adaptação do animal de estimação de Joe Biden à rotina da Casa Branca, com todos os seguranças, assessores e oficiais que lá trabalham.

Os dois animais de estimação do Presidente Biden estavam até ao início de março na Casa Branca, altura em que Major mordeu um oficial da residência. O mesmo cão já tinha estado na origem de outro acidente, tendo também recebido treino, em Delaware, a terra natal de Biden.

O outro pastor alemão, que tem 13 anos, é descrito como sendo sendo mais calmo. Porém, são a companhia um do outro, pelo que os dois cães foram retirados da Casa Branca depois do acidente com Major.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR