Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Aquilo que parecia um barulho de relâmpago era afinal uma cratera no solo de terrenos agrícolas em Santa Maria Zacatepec, no México. A família Sanchez vive no local e foi surpreendida, no passado dia 29 de maio, com um buraco com cerca de cinco metros de diâmetro, cheio de água e que ninguém consegue explicar.

A cratera cresceu rapidamente, vários metros por dias. Muitos pedaços de terra foram caindo, a olhos vistos, e a água já parece “ondas”, segundo conta Magdalena Xalamihua, uma das pessoas que ali vive. Uma semana depois do sucedido, o buraco já tem quase 100 metros de diâmetro, uma profundidade de 20 metros e já chegou à casa da família Sanchez.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os especialistas apontam uma falha geológica ou variações no teor de água do solo como causas para o fenómeno e descobriram uma “curiosidade”: entre as três e as quatro horas da madrugada a água desaparece.

A vala de origem desconhecida continua a despertar muita curiosidade e há até quem já se desloque ao local só para apreciar o fenómeno. Além dos curiosos, há também quem faça negócio com venda de comida e água no local.

Nas redes sociais foram surgindo centenas de referências à cratera e um utilizador comparou o tamanho do buraco com alguns dos lugares emblemáticos da região mexicana.