As 17 pessoas infetadas pelo SARS-CoV-2  no Lar de Urrós no concelho Mogadouro, no distrito de Bragança,  foram hoje dadas como curadas da infeção pelas autoridade de saúde, disse a diretora técnica Rita Carrasco.

“Estamos aliviados. Foram 19 dias bastante complicados. Finalmente regressamos à normalidade. Todos os 13  utentes e 13  funcionários ao longo deste período não tiveram qualquer sintoma da doença”, vincou a responsável, em declarações à Lusa.

Rita Carrasco adiantou que todos os 13 utentes e 13  colaboradores do Lar de Urrós estavam vacinados com a segunda dose da vacina desde o  passado mês de  fevereiro.

“Na quarta – feira será feita a desinfestação aos espaços comuns desta unidade e na quinta-feira será a vez de todo o edifício”, adiantou a diretora técnica.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo o mais recente boletim epidemiológico emitido hoje pela Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, o concelho de Mogadouro regista oito casos positivos de Covid-19.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.397 pessoas e foram registados 974.203 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.