Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

CUSCUZ x Drew

‘Fulia’. Eis o resultado mais recente da parceria entre Portugal e Brasil, neste encontro CUSCUZ e Drew. À escolha do freguês, dois modelos de bolsas feitas em crochê 100% artesanal, que espelham o entusiasmo de ambas as marcas por este tipo de trabalho. O casamento dá-se nos detalhes em madeira trabalhados à mão, responsabilidade da CUSCUZ, e no estilo servido pela Drew. Leves, frescas, com referências nordestinas, acomodam telemóveis, garrafas de água e até uma providencial peça de fruta para equilibrar a dieta. O preço fixa-se nos 35 euros.

Oiôba

Nem só de biquinis vive a Oiôba. O Soma SurfSuit é o primeiro BodySurf feminino que a marca de swim e active wear lança. Sem reservas no uso de cores fortes, como é habitual, a peça foi criada em parceria com a SOMA – Surfistas Orgulhosas na Mulher D’África e destina-se a apoiar esta organização sem fins lucrativos: por cada fato vendido, a Oiôba doa outro às jovens de São Tomé e Príncipe. À semelhança das restantes coleções, o fato é produzido em Portugal, não com o habitual neoprene mas resultando num produto mais leve. A edição é limitada e está disponível online por 65 euros.

Hyena X Branca Cuvier

O Mauve Marine é um bucket hat em edição limitada e o caso não é para menos. A criação resulta do encontro da artista plástica Branca Cuvier com a Hyena Tailor Made — e há mais peças a saírem desta sinergia, sempre com padrões exclusivos: o vestido camiseiro Peach Pearl, o vestido midi de manga cava Camellia Rose e o macacão assimétrico Apple Green completam este micro guarda-roupa para usar e repetir sem pensar duas vezes. Quanto ao chapéu, custa 65 euro e está à distância de um clique.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Mariana Ralo

Adicionar conforto e textura aos espaços domésticos, e não só, é um dos desígnios de Mariana Ralo. A fórmula vencedora manifesta-se através de tapeçarias únicas, seja com pequenos apontamentos para ornamentar um recanto da estante ou com generosas criações à procura de uma parede com o devido espaço para brilharem. Todas as peças são feitas à mão e estão à espera da sua encomenda.

A. C. G

A primeira coleção premium da portuense Açaí com Granola vive de vestidos e jumpsuits fluídos e leves, peças versáteis e monocromáticas, que foram criadas a partir de tecidos diferentes, já que toda a linha, confecionada num pequeno atelier no norte do país, foi produzida a partir do chamado deadstock, com sobras de coleções passadas. Assim, todas as peças lançadas com a etiqueta A.C.G vão pertencer a edições exclusivas, sustentáveis e limitadas, produzidas em Portugal, à semelhança do que já acontecia com as gamas de fitness e swimwear da Açaí, ficando disponíveis online ou na loja do Mar Shopping, no Porto.

© André Brito

Shoevenir

A Shoevenir, startup incubada na UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, foi criada por dois amigos de infância, Gonçalo Marques e Miguel Lopes, e acaba de lançar uma coleção de ténis, ou sapatilhas, sustentável e vegan. Utilizam materiais como cortiça reciclada, pele sintética e uma sola 100% reciclável, e para compensar a pegada carbónica da produção, a marca planta uma árvore por cada par vendido. Só falta escrever que cada modelo retrata Porto, Lisboa, Madeira, Açores e Algarve, qual postal andante, e que a partir de 15 de setembro, a marca vai lançar a campanha de crowdfunding na plataforma Indiegogo. Cada modelo terá o preço de 119,00€, mas o custo dos primeiros 100 pares em pré-encomenda será de 75,00€. As pré-reservas já podem começar a ser feitas no website da marca portuguesa.

“Vimos e Gostámos” é uma rubrica que pretende mostrar os novos lançamentos que vale a pena conhecer