Obrigado por ser nosso assinante. Pode ler este e todos os artigos do Observador em qualquer dispositivo.

Se até aqui a Tesla era a grande dor de cabeça dos construtores tradicionais, o melhor é estas empresas, a braços com a evolução de motores de combustão para eléctricos, começarem a preparar-se para um adversário de respeito. A Lucid Motors, que produz para já apenas nos EUA, mas que pretende chegar à Europa, tem no seu primeiro modelo Air um eléctrico grande e luxuoso, além de potente e rápido.

Como se todos estes atributos não fossem suficientes para colocar a concorrência em alerta, o novo construtor viu agora confirmada pela EPA, o organismo oficial norte-americano que determina consumos e autonomias após testes, a autonomia de 520 milhas, o que equivale a 837 km, com jantes de 19 polegadas. Este é “só” o maior valor alguma vez registado pela EPA para um veículo eléctrico e com larga vantagem sobre o segundo do ranking. Como é habitual nos eléctricos – e também nos modelos com motores de combustão, mas de forma menos evidente –, o Air focado no “Range” vê evaporar-se parte da tremenda autonomia se montar jantes 20” e ainda mais se a opção forem as 21”, com as quais o Air percorre 774 km entre recargas, ainda assim um recorde face à potência do veículo.

4 fotos

A versão recordista do Lucid Air é a Dream Edition Range, que coloca ênfase na autonomia, mas sem recorrer a estratagemas como montar apenas um motor e cortar na potência, opções vulgares entre alguns fabricantes europeus para maximizar o alcance dos seus modelos. Bem pelo contrário, esta versão do Air monta dois motores com uns impressionantes 946 cv, o que garante a esta berlina com 4,975 m de comprimento, uma distância entre eixos de 2,960 m mas uma altura de somente 1,41 m, a capacidade de atingir 270 km/h e ir de 0-96 km/h em apenas 2,5 segundos.

Afinal, Lucid Air vai ter potência ou autonomia. Mas não as duas

Para os mais exigentes, a Lucid propõe o Air Dream Edition Performance com 1126 cv. A bateria mantém uma capacidade total de 113 kWh e, com jantes de 19”, mesmo o mais possante dos Air reclama uma autonomia de 758 km, ou 725 km com jantes 21”. As entregas dos primeiros Lucid Air estão previstas para o final de 2021.