Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os hospitais portugueses têm 426 pessoas internadas com Covid-19 — menos 29 do que no dia anterior —, das quais 78 estão nas unidades de cuidados intensivos — tantas quantas na terça-feira, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

No dia 24 de junho, havia 427 pessoas internadas com Covid-19, mas desde aí que o número de internados não voltou a descer a este nível.

Portugal registou 891 novos casos de infeção com SARS-CoV-2 em 24 horas. Desde 9 de junho que não se registavam menos de 1.000 casos a uma quarta-feira. Na altura, foram registados 890. Esta terça-feira, também já se tinha verificado um valor mais baixo do que nas terças-feiras das semanas anteriores.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O número de óbitos num dia baixou para oito: quatro em Lisboa e Vale do Tejo, dois no Algarve, um no Centro e um no Alentejo. Não se registaram óbitos na região Norte nem nas duas regiões autónomas.

Das quatro mortes registadas, quatro eram homens — três com mais de 80 anos e um com mais de 70 — e quatro eram mulheres — duas acima dos 80 anos, uma acima dos 70 e outra na casa dos 50 anos.

O número de infeções foi maior nas mulheres do que nos homens, com 11 casos de diferença. Até aos 19 anos e na casa dos 60 anos, o número de infeções foi equivalente entre os dois géneros. Os homens tiveram mais casos entre os 20 e os 29 anos e dos 70 aos 79 anos e as mulheres tiveram mais casos nas restantes faixas etárias (dos 30 aos 59 anos e mais de 80).

Os homens na casa dos 20 anos foram o grupo com mais casos (72), mas apenas o quarto quando somados aos casos entre as mulheres (48), com um total de 117. As três faixas etárias, dos 30 aos 59 anos registaram 122 casos cada uma. Até aos nove anos houve 100 casos e 105 dos 10 aos 19 anos.

A incidência acumulada continua a descer e o índice de transmissibilidade mantém-se abaixo de 1, colocando Portugal na zona verde da matriz de risco. A incidência desceu de 149,1 para 137,4 novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias em todo o país e de 152,4 140,1 só no continente. O índice de transmissibilidade manteve-se nos 0,82 a nível nacional e 0,81 no continente, tal como na segunda-feira.

Esta quarta-feira, a DGS reporta ainda 1.212 pessoas recuperadas da infeção e menos 947 contactos em vigilância (num total de 28.466). No total, são 32.269 casos ativos — menos 329 nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia já se registaram 1.063.991 casos de infeção e 17.933 óbitos.